Pesquisar este blog

Faz tempo que eu não posto comparações dos livros e suas adaptações cinematografias aqui no Blog, mas sábado passado acabei assistindo o lançamento "Inferno" e achei que merecia um post.

Antes de mais nada, como sempre digo, eu sei que adaptações não tendem a ser fiéis aos livros que as inspiraram, sei que são formatos diferentes e por isso algumas alterações são extremamente necessárias, ainda mais que muitas vezes são públicos diferentes, mas mesmo assim eu acho interessante falar sobre essas mudanças e apontar as que achei legais e as que não!


Eu li "Inferno" a 3 anos atrás em 2013, fiz uma resenha, quem quiser ler, só clicar aqui.

Eu confesso que estava bastante empolgada e esperando muito pelo filme, pois eu havia gostado dos outros dois, fazia tempo que eu não ansiava por um filme, ao começar assistir eu achei que estava tudo bem legal, o começo da trama foi bem parecida com a do livro, a maior alteração que eu havia notado era na aparência da Dr. Sienna Brooks que para quem leu o livro, sabe que ela possui uma característica em especial, que no filme foi ignorada e eu entendo que por motivos estéticos, pois ainda hoje se segue a velha receita da personagem feminina ter que ser perfeitamente linda e atraente, mas ignorando esse fato, seguia se como no livro, de forma mais enxuta, sem detalhar muito o cenário em volta, já que o livro acabou ficando bem maçante para quem não gosta de descrições exageradas.


Porém fui notando que toda a parte reflexiva, toda a parte filosófica que o livro trouxe, foi simplesmente esquecida, a questão da super população e o controle de natalidade não foi bem exposta o transhumanismo nem chegou a ser questionado, o que fez toda essa temática parecer mais a viagem de ácido de um lunático.

No entanto o que estava meia boca ficou bem ruim de uma hora para outra quando o filme foi chegando perto do fim, eles simplesmente mudaram tudo, personagens que no livro eram pessoas inteligentes e com um propósito significativo viraram apenas vilões mal intencionados ou com problemas psicológicos, mas o pior mesmo foi o final em si, no livro foi chocante e fez todo mundo que leu, questionar um pouco sobre o rumo da humanidade, sobre as consequências de tudo que estamos fazendo, já no filme virou uma cena de ação com mocinhos contra vilões, alguns socos e tiros, não poderia ser mais clichê, eu simplesmente fiquei bem frustrada com o final!

A mudança na personalidade dos personagens também foi algo que me incomodou bastante, Sienna foi a que mais me irritou, na obra original ela é o tipo de personagem que conquista logo no começo, inteligente ao mesmo nível que Robert Langdon, mesmo tendo ideias diferentes ainda sim você sente vontade de entender o lado dela, no filme ela foi apenas uma personagem bem decepcionante.

Foi um filme feito com o único proposito de vender, algumas pessoas que conheço já criticavam os demais filmes da franquia, esse só veio pra provar que não está valendo a pena mesmo continuar adaptando os "Dan Browns" para o cinema.

Sem mais, recomendo o filme apenas para quem gosta dos clichês de ação e corrida contra o tempo.




4 Comentários

  1. Andy, acabei de assistir o filme. Como não li o livro, gostei do filme. Porém deu para perceber que faltaram muitas coisas, não foi explicado direito o que era a praga e o que ela faria, Bertrand Zobrist parecia um maluco cheio de seguidores e muitas outras... Tenho certeza que o livro é muito melhor!
    Ah sou apaixonada pela Divina Comédia.

    ResponderExcluir
  2. Andy, acabei de assistir o filme. Como não li o livro, gostei do filme. Porém deu para perceber que faltaram muitas coisas, não foi explicado direito o que era a praga e o que ela faria, Bertrand Zobrist parecia um maluco cheio de seguidores e muitas outras... Tenho certeza que o livro é muito melhor!
    Ah sou apaixonada pela Divina Comédia.

    ResponderExcluir
  3. Eu amo o Dan Brown. O bom dos filmes é que dão a maior vontade da gente lê. Como este eu ainda não li, e diante da tua avaliação, perigas eu não ver. Vou pensar.👀

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Mas que adaptação ruim, hein?
    Gosto dos livros do Dan Brown por conta dos personagens inteligentes e das tramas ágeis que ele cria, quando li Inferno, minha opinião não foi diferente, mas parece que a adaptação deixou muito a desejar. Tenho que confessar que não me importo quando mudam algum acontecimento no filme, mas detestam quando mudam a personalidade dos personagens.
    Não pretendo mais assistir ao filme, pois quero continuar com a ideia que tenho do livro.
    Adorei sua postagem.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir

E você o que achou?