Pesquisar este blog


Informações do Livro:

Título: A Estrada da Noite
Autor: Joe Hill
Editora: Arqueiro
Páginas: 254

Sinopse:

Uma lenda do rock pesado, o cinquentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta. 
"Vou ‘vender’ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto..."

Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas - o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um.

Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.

O espírito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente - verdadeira sentença de morte. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, o padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.
Numa corrida desesperada para salvar sua vida, Jude faz as malas e cai na estrada com sua jovem namorada gótica. Durante a perseguição implacável do fantasma, o astro do rock é obrigado a enfrentar seu passado em busca de uma saída para o futuro. As verdadeiras motivações de vivos e mortos vão se revelando pouco a pouco em A Estrada da Noite - e nada é exatamente o que parece.
Ancorando o sobrenatural na realidade psicológica de personagens complexos e verossímeis, Joe Hill consegue um feito raro: em seu romance de estreia, já é considerado um novo mestre do suspense e do terror.


Resenha:

Considerações antes de começar de fato a resenha

- Joe Hill é filho de Stephen King e isso eu já sabia, então mentalizei antes de começar o livro e prometi a mim mesma não pensar nas obras do King pai enquanto lia a obra do seu filho, não faria comparações e nem nada do tipo e eu consegui fazer isso brilhantemente.

- Terei cachorros ao meu lado pelo resto da minha vida.

- A sinopse já entrega muita coisa e me deixou sem o que falar então será mais do mesmo.

Pronto, agora vamos falar diretamente sobre o livro.

Justin Cowzynski era um garoto do interior, com uma vida medíocre, uma mãe omissa e um pai extremamente violento, quando adolescente saiu de casa junto com sua guitarra e virou Judas Coyne, formou uma banda de rock com os amigos que fez, e ganhou o mundo com sua música, mas agora já na casa dos cinquenta anos, sua banda não existe mais, alguns integrantes morreram levando assim ao fim da banda, agora ele é Jude, vive na sua fazenda com sua jovem namorada Marybeth ou melhor Georgia como ele a chama e tem também seu assistente Danny.

Jude/Judas ficou conhecido também pelo seu gosto peculiar por objetos do ocultismo, devido a uma espécie de lenda que se criou de que ele era amigo do próprio demônio, puro marketing e estrelismo, seus fãs passaram a enviar coisas macabras como crânios, cartas de feiticeiras da inquisição, filmes com mortes reais, tudo que se pudesse imaginar e sabendo desse gosto macabro do chefe, Danny ao ver os e-mails do músico se depara com uma oferta  de um site genérico de leilões, o anúncio oferecia um paletó velho que levava consigo o fantasma do padrasto da vendedora, obviamente atraiu o roqueiro velho que logo mandou o assistente pagar 1000 dólares, valor que encerraria o leilão e lhe garantia a mercadoria.

Jude não acreditava que houvesse realmente um fantasma, até que a encomenda chegou e coisas estranhas começaram a acontecer, o fantasma apareceu para ele fazendo com que o roqueiro decidisse questionar a vendedora por telefone e acabou descobrindo que tudo foi uma armação para ele comprar o paletó, tudo fazia parte de uma vingança do padrasto de uma de suas ex-namoradas, a peculiar Flórida (sim ele chamava todas pelo nome de onde elas vieram). O fantasma acaba tirando a paz de Jude e sua atual namorada, tornando a vida dos dois em um inferno, eles decidem fugir em busca de algo que pudesse resolver o problema, então no velho Mustang reformado junto com os dois pastores alemães Angus e Bonnie o casal ruma em direção ao estado da Flórida, em busca de respostas, mas acabam conseguindo mais que isso, as coisas não são exatamente o que pareciam ser, mentiras, mentes doentias e coisas que vão além da explicação passam a fazer parte da vida de ambos, o passado vem a tona e com ele muitos traumas, dramas psicológicos e assuntos mal resolvidos, mas o tempo é curto e eles precisam descobrir uma forma de não serem arrastados pela estrada da noite pelo fantasma do homem morto.

“Vamos dar uma volta, Jude, dizia o fantasma. Vamos dar uma volta na estrada da noite.” 

Eu gostei muito do protagonista, as descrições são ótimas e tudo fica fácil de imaginar, Geórgia também é uma personagem e tanto, mesmo não sendo nenhum exemplo de boa moça, você acaba se apegando e torcendo por ela, os personagens secundários também contribuem muito, o final foi maravilhoso e bem resolvido.

A história é bastante assustadora, pelo menos foi para mim, o começo me deixou bastante ansiosa e com medo, por isso acabou sendo uma leitura bem lenta, eu precisava parar as vezes para mentalizar e depois continuar a leitura, o livro é o primeiro romance do autor, e existem alguns pontos que denunciam a falta de experiência, porém Joe Hill conseguiu fazer um trabalho brilhante, sua escrita é viciante, quando li algumas críticas antes falando que com esse livro ele já havia ganhado o título de novo mestre do suspense eu achei algo exagerado, mas ao terminar minha leitura eu pude perceber que não havia nada de exagerado, ele tem todo o potencial, e é inevitável falar, mas ele herdou sim o talento do pai, a influência é grande.

O título em inglês “Heart-Shaped Box” me fez pensar logo que o livro seria recheado de referências a bandas de rock, pois lembrei logo de cara da música do nirvana que tem o mesmo nome e não deu outra, foram muitas as bandas mencionadas, inclusive a minha favorita Ramones e seu vocalista Joey Ramone apareceram algumas vezes na história o que me deixava sempre empolgada, acredito eu que o autor seja muito fã do bom e velho rock and roll assim como o pai fã declarado de Ramones e outras bandas.


A música do nirvana que eu mencionei:




Lembrete:

Pessoal não se esqueça, que estamos no mês de aniversário do blog e vão rolar vários sorteios por aqui, o primeiro já começou, se quiser se inscrever é só clicar aqui.

40 Comentários

  1. Conheço esse livro já faz um tempo e ainda não tive coragem pra ler...=P nc li nada do King mas já vi alguns filmes dele ^^
    promo rolando lá no blog..participa?

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah é bem bacana, quando puder leia, você vai gostar!

      Excluir
  2. Ainda não conhecia esse livro, gostei bastante da resenha, fiquei com vontade de descobrir mais sobre o Justin . Deve ser muito bom ! Gosto de livros que da para imaginar as cenas com facilidade ♥ Beijos everyday--things.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um ótimo livro, bem descrito, você vai gostar mesmo!

      Excluir
  3. Esse livro é sensacional. Eu o li faz um bom tempo, não me recordava direito da trama, e foi ótimo ler a sua resenha, me deu vontade de ler de novo.
    Achei que como filho de King, Joe Hill mandou muito bem rs
    Também me deixou assustada, e adoro livros assim.
    Aliás, você já leu "Jogo Perigoso", do Stephen King? Esse não resenhei, mas é MUITO suspense. Vale a pena!
    Beijos

    http://www.meumeiodevaneio.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda não li esse que você citou, mas com certeza vou colocar lá no Skoob na lista de desejados, para não esquecer.
      Eu por mais medrosa que eu seja, adoro livros assim, e foi muito bom ler esse do Joe!

      Excluir
  4. Só de você falar que tem várias referências a bandas, já me conquistou! Amo livros que fazem isso! <3
    Mas... Eu não sou tão fã da temática, então não é uma leitura para agora. :(

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tem várias bandas que são citadas no livro, mas é bem tenso, então se não gosta, melhor deixar para um momento mais apropriado!

      Excluir
  5. Hey!

    Eu li esse livro, na época sem saber que o autor era filho do King, mas amei amei amei a história! E sim, foi assustador pra mim também!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ler sem saber que ele era filho do King deve ter sido melhor ainda, livre de qualquer julgamento! :D

      Bom saber que eu não fui a única a me assustar com a história!

      Excluir
  6. Olá!
    Primeiramente, não sabia que ele era filho do King! Meu deus! Família de sucesso...
    Eu nunca li um livro de terror, e tenho muito medo de filmes de terror, então fico com um pé atrás para realizar a leitura...
    Mas confesso que estou louca para ler esse livro! Não só esse, como vários de terror, para ver como é a sensação...
    E cachorros! São a salvação para tudo :) rs
    Ótima resenha!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, eu sou a pessoa mais medrosa do mundo! kkkkkkkkkkkkk
      E eu consigo ler, sério, eu tenho medo até da sombra.
      Da medo sim, mas é algo passageiro, e não é o tempo todo o suspense, tem horas que tudo flui calmamente e da para dar uma relaxada!

      Excluir
  7. Chocada que ele é filho do king :o
    www.crisedosvintepoucos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Este é um dos meus livros favoritos, também fiz resenha dele la no blog. Realmente é assustador e angustiante mas é ótimo!!!!! E Joe tem seu próprio estilo de escrita, leia também "O Pacto" da uma olhadinha na resenha que fiz deste http://leitorsagaz.blogspot.com.br/2013/10/resenha-o-pacto-joe-hill.html

    Abraço,
    Diego de França

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou louca para ler "O Pacto", quero ler antes do filme, vou la ver sua resenha!

      Excluir
  9. Eu li o livro comparando com o pai. Eu não achei ótimo, ma gostei muito sem falar no medo que passei. Estou igual a você com os cachorros hehehehehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a comparação estraga um pouco, porque King já é calejado, faz obras magnificas, e esse ainda era o primeiro trabalho do Joe, então precisa-se dar um desconto, e eu achei tudo muito bom!

      Excluir
  10. Andy, eu juro que não sabia que ele era filho do King. Estou de boca aberta.
    Enfim... Eu tenho o livro, mas ainda não li.
    Vou ler e tirar minhas próprias conclusões. Gosto de histórias assustadoras e com suspenses *O*

    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Então assim que puder leia o livro, porque é ótimo!

      Excluir
  11. Oie amiga, tudo bem?
    Eu estava lendo a sua resenha e sinceramente eu não o pegaria para ler não, até porque morro de medo de livros de terror. Passo longe pra falar a verdade (risos)
    Mas gostei de tudo que vc disse na resenha. Ficou muito bem explicadinho.
    Espero que as pessoas que realmente gostem desse gênero acabe se interessando pela obra, porque sua resenha ficou boa =]

    Saudades de ti amiga
    Espero que esteja bem
    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, se não gosta não adianta mesmo ler, porque da sim um pouco de medo, eu só não vejo filmes na temática, mas os livros eu adoro!

      Excluir
  12. Não gosto de filmes que algo parecido com terror. Não é munha praia.

    Beijos
    Blog | Divulgue seu sorteio | Divulgue seu post no meu blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Se não gosta, realmente não adianta, filmes eu não curto, só livros mesmo!

      Excluir
  13. Olá,
    Eu já li o livro e adorei!!!
    O começo eu achei bem assustador, mas depois a história ganha um ritmo frenético muito viciante. Quero ler os outros livros do autor.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o começo me assustou mais, quando da aquela acelerada não tem mais como parar!

      Excluir
  14. Minha mãe tem esse livro, ainda não li mas quando puder vou ler RS
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/
    http://lizajoneslivros.wix.com/lizajones

    ResponderExcluir
  15. Acho muito legal histórias com paranormalidade no enredo e me interesso bastante, apesar de ser uma medrosa de carteirinha. Só evito, de vez em quando, esses tipos de leitura porque me prendo demais à história e por mais estranho que pareça, acabo tomando sensações que não fazem bem a mim; tipo efeito colateral, sabe? hahaha. É esquisito, mas ultimamente tem acontecido com certa frequência. Mas tenho certeza de que em breve tratarei de ler este livro.
    Beijão.

    ResponderExcluir
  16. gosto muito desse livro ele muidou meu modo de pensar
    beijos
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Já li um livro de contos do Joe Hill e gostei bastante, tenho vontade de ler um de seus romances, mas e a coragem cadê? rsrs Um dia eu sei que lerei... quando é que permanece em dúvida! kkk
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah desconhecia esse de contos, vou procurar saber mais sobre ele, mas quando a coragem aparecer não perca tempo!

      Excluir
  18. Eu não tinha pensado que esse livro poderia ser bom até ler sua resenha. Agora vou dar um jeito de ler :)

    Bjus.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Andy,como participamos do mesmo amigo secreto vim aqui conhecer o seu cantinho rsrsrs e estou seguindo...
    Sobre a resenha super amei, pois adoro esse tema e claro que vou colocar na minha lista de desejados.... pois como te deixou com medo sei que vou gostar.... xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. nao conhecia esse livro mas parece ser bem legal!
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Não conhecia o livro, mas adorei a resenha....muito bem feita

    Beijos, parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
  22. Olá Andy!!
    Retribuindo a visita e seguindo seu blog.
    Tai algo que eu não sabia, que Joe Hill é filho do King, fiquei surpreso.
    Já tive algumas oportunidades de ler os livros dele, mas devido algumas opiniões negativas sobre o mesmo adiei a leitura, mas me interessei muito por esse em especifico, pelo enredo creio eu que já vi um filme, não sei se só era parecido ou se era a própria adaptação mesmo!
    Grande abraço
    Claudinei
    http://resenhandoecontando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Oi linda! Que cantinho charmoso!
    Voltarei sem dúvidas mais vezes, acompanhei algumas postagens e adorei!
    Nossa, não sabia que ele era filho do Stephen King! (Putz, eu não queria, mas vou acabar pensando no pai e em sua influencia, não tem jeito!)
    Gostei da sinopse e quanto vi ele a 9,90 não resisti e comprei, não imaginava que seria tão bom assim como estão dizendo
    adorei a resenha!
    Estou acabando meu livro e não terá jeito,sera o proximo, ainda mais apaixonada pelas obras do Stephen King como sou, vou ter que ver a do filho ♥
    um abraço!
    Pandora
    http://pansmind.blogspot.com.br
    http://www.punkystore.com.br

    ResponderExcluir

E você o que achou?