Pesquisar este blog

Eu demorei tanto para conseguir fazer essa resenha, Vida após a morte é um livro bem forte e por se tratar de uma história real, escrita por um dos envolvidos, melhor dizendo, por uma das vítimas, acaba mexendo com o leitor, então fica bem difícil expressar uma opinião.

Informações do livro:

Título: Vida após a morte
Autor: Damien Echols
Editora: Intríseca
Páginas: 398

Sinopse:

Aos dezoito anos, Damien Echols foi apontado como líder de um grupo satanista e principal responsável pelo assassinato de três garotos de oito anos em West Memphis, no Arkansas. Após um julgamento marcado por falsos testemunhos, provas manipuladas e histeria pública, em 1994 seus amigos Jason Baldwin e Jessie Misskelley foram condenados à prisão perpétua, e Damien foi enviado ao corredor da morte, onde aguardaria sua execução. As irregularidades gritantes no desenrolar do processo, bem como a apatia dos advogados de defesa, chegaram ao conhecimento do público dois anos depois, quando a história conquistou repercussão mundial através de um documentário. Nos anos seguintes, foram produzidos outros três documentários sobre o caso e a causa foi abraçada por celebridades de Hollywood, que se empenharam vigorosamente para que a justiça fosse feita, o que culminou com a libertação do trio de West Memphis em 2011.

Resenha:
Damien Echols quando adolescente era parecido com o que hoje chamamos de Góticos ou coisa parecida, ele veio de uma infância pobre e complicada, muitas mudanças, separação dos pais e um padrasto abominável, como muitos dos garotos ele se refugiava na música e no skate, tinha alguns costumes peculiares, mas ao que me parece ele só queria o que quase todo mundo quer, ser diferente e se destacar da mesmice, no entanto agir dessa forma quando se mora em uma cidade do interior como West Memphis com pouco menos de 30 mil habitantes e quase todas as pessoas são extremamente religiosas pode pegar mal e chamar muita atenção negativa.

"Não quero uma vida "santa" de prece e contemplação. Quero uma vida de discórdia, luxúria, lutas, buscas, esforços e devassidão. Não me contento com uma única experiência quando há toda uma gama de experiências a ser vivida."

Aos 18 anos Damien e dois amigos foram acusados de pertencerem a um grupo satânico presos por um crime que não cometeram o assassinato brutal de três meninos em rituais satanistas, e diante de falsos testemunhos, provas forjadas e pouco interesse da polícia em achar os verdadeiros culpados, Echols foi condenado a pena de morte e os seus amigos a prisão perpetua, O trio de Memphis como ficaram conhecidos, ficaram 18 anos presos.

Damien, Jessie e Jason

Antes e Depois

Jessie, Damien e Jason

Jessie Misskelley Jr. Um dos amigos de Damien confessou o crime, aparentemente sobre tortura psicológica, o garoto sofria de retardo mental e seu depoimento gravado tem evidências de que o policial ditou o que ele deveria dizer, Jessie culpou Damien como mandante crime, mas não aceitou depor contra os amigos, Jason Baldwin tinha 16 anos na época do julgamento e foi julgado como adulto.

O livro é narrado em primeira pessoal por Damien, que traz uma leitura fluente, na verdade você sente lendo uma carta de um amigo próximo, ele alterna as descrições de sua infância com trechos do seu diário da prisão contando como era sua rotina no corredor da morte e todos os abusos que ele sofreu no período que esteve preso. Damien expões várias falhas do sistema penitenciário americano.

Quando Damien foi preso sua namorada na época Domini estava grávida, ele foi privado do nascimento e criação do filho, durante a tempo que esteve preso ele também conheceu Lori com quem se casou ainda na prisão, numa cerimônia simples em que apenas alguns amigos puderam assistir.

O caso dos rapazes chamou muita atenção na mídia, na época do julgamento a HBO fez um documentário chamado “Lost Paradise” que mostra cenas reais dos julgamentos e todo o descaso com eles, algumas personalidades da mídia americana também se interessaram pelo caso e passaram a defender Damien, Jason e Jessie, entre os mais conhecidos estão Johnny Depp, Eddie Vedder e Marilyn Manson , eles foram libertados em 2011, perante um acordo que assumiam a culpa do crime.



Eu achei a escrita do autor maravilhosa, levando em consideração que Damien não terminou os estudos e passou 18 anos preso, o único fato que me desagradou um pouco é o uso exagerado de algumas palavras como “mágico” e “obeso”, “O natal é mágico” “O inverno é mágico” e parece também que pelo menos metade das pessoas que ferraram ele, eram obesos mórbidos. Rsrsrsr


Eu achei o livro bastante emocionante e forte, não tem como não se indignar com a história e não se solidarizar com os rapazes, eu recomendo a quem for ler o livro que também assista o documentário “Lost Paradise” que ajuda entender melhor o caso, apesar de se tratar de uma auto biografia o livro não tem aquele estilo chato comum em biografias, é de fácil leitura e flui bem, recomendo a todos.

15 Comentários

  1. Oi Andy, tudo bem?

    Não tinha lido nada a respeito desse livro ainda e nossa, a história deve ser bem forte mesmo. Passar por algo assim, ficar 18 anos preso e perder toda uma vida fora da cadeia... me espanta ele ainda ter força mental para escrever sobre isso. Fiquei curiosa para saber mais sobre o caso, mas confesso, não sei se leria o livro.

    Beijos

    Pah, Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o cara tem que ter uma cabeça muito boa para passar por tudo isso e ainda conseguir contar!

      Excluir
  2. Não conhecia essa obra. Na verdade o nome é meio estranho, não chamou muito minha atenção. A resenha foi bem feita, mas ainda não me prendeu.

    Gostei do blog. Viste o meu e curta a nossa página no FB: https://www.facebook.com/pages/Desbravadores-de-livros/533009516713291
    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o título só faz sentindo quando você lê, porque o que ele viveu na cadeia é como a morte mesmo!

      Excluir
  3. Eu também não conhecia esta história, mas a sua resenha me agradou, ainda mais tratando-se de um história verídica.
    Sem dúvida estará na minha lista.

    Abraços e parabéns pelo blog.

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu não tive coragem de ler o livro, fiquei imaginando o quanto o conteúdo forte iria mexer comigo, lendo sua resenha achei muito interessante, mas mesmo assim não estou em um momento para esta leitura, não descarto, pois acho que é excelente.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mexe um pouco mesmo, é forte, mas eu não me arrependo da leitura, gostei muito mesmo!

      Excluir
  5. Oi Andy,
    Adorei a resenha e fiquei com vontade de ler este livro. Ainda não tinha lido nada a respeito deste caso.
    Aproveite o final de semana!
    Bjs

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não conhecia o caso até ler o livro, achei bem interessante e absurdo!

      Excluir
  6. Vi o livro quando lançou, mas a capa não me chamou a atenção. Não sabia que era biográfico, lendo a resenha me lembrei de um seriado (acho que era cold case) que retratou um caso muito parecido com esse, provavelmente foi baseado.

    bjos
    Pah
    dicalivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser mesmo baseado, parece que teve muitas coisas relacionadas ao caso!

      Excluir
  7. Fiquei curiosa pra ler! :D

    Muchos besitos,
    www.laylacaroline.com

    ResponderExcluir
  8. Olá. Parabéns pela postagem e pela coragem de ter um blog. Estou seguindo seu blog. Siga o meu http//:gauchaopina.blogspot.com, se puder. Estou buscando novos blogs para ler, e novos blogueiros para conhecer o meu. Espero que goste de minha humilde página. Sua contribuição seguindo meu blog é muito importante.
    Até mais... Obrigado. Aguardarei um comentário seu no meu blog.

    ResponderExcluir

E você o que achou?