Pesquisar este blog

Olá pessoal, esse livro faz parte do Desafio de leitura 2015, é a primeira resenha, referente obviamente ao mês de janeiro que tinha como proposta romances.

Informações do livro:

Título: Querido John 
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Páginas: 192 (Econômico)


Sinopse:

Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

Resenha:

John Tyree foi criado apenas pelo seu pai, que fez o possível para cria-lo bem, embora fosse muito calado e o único assunto que tinha para conversar com o filho, era sobre sua enorme coleção de moedas, na adolescência John se revoltou com o estilo de vida que ele e o pai levavam se envolveu com más companhia no ensino médio e acabou afastando - se do seu pai, não foi para faculdade como deveria ter feito e acabou vivendo por algum tempo uma vida sem propósitos, pulando de emprego em emprego, bebendo e se divertindo com mulheres, até que depois de uma decepção amorosa, ele decide dar um rumo na sua vida, Tyree se alista no exercito dos Estados Unidos e lá ele se sai bem, subiu de patente rapidamente, fez amizade com um dos companheiros, até que em uma das sua licenças ele vai para casa do pai e conhece Savannah Lynn Curtis, uma jovem voluntária que ajuda construir casas para pessoas necessitadas.

Savannah e John começam a se envolver de forma natural, até que estão de fato envolvidos, se apaixonam, mas chega o  final das duas semanas de licença, e John tem que voltar, ela promete esperar, então a partir dai os dois passam a trocar cartas, mas a distância começa a esfriar as coisas e John não esperava que durante o seu alistamento fosse acontecer uma das tragédias mais emblemáticas da história do seu país, o atentado de 11 de setembro, e então ele tem que fazer difíceis escolhas, que poderiam piorar sua situação com sua amada.

 

Nicholas Sparks tem uma ótima escrita e nesse livro ele tentou criar um romance diferenciado, onde as coisas acontecem de forma bem diferente do que se espera, no entanto ele ainda abusou de muitos clichês do gênero, mas acabou tirando um dos melhores, eu confesso que não gosto do gênero, porque fico nervosa com o vai e vem dos fatos, Sparks usa de uma artimanha literária que eu odeio que é apelar com doenças para forçar a emoção, isso de fato me irrita muito, muitas pessoas me contestam dizendo que faz parte da vida e ele está apenas retratando uma coisa que pode acontecer, certo eu concordo que são coisas que acontecem sim, mas não gosto da forma como ele usa o fato, para causar todo o drama que ele não conseguiu causar no livro todo, para justificar fatos e isso foi o que também me afastou dos livros de John Green depois de ler "A culpa é das estrelas".

Outro fato no livro que achei que não se encaixou foi o motivo que tornava o pai do John tão calado e distante, não achei que aquilo entrou naturalmente na trama e me deixou desanimada. 


O final foi o que acredito mais revoltante, já tinha ouvido muita gente reclamar que esse livro não acabava de uma forma esperada e que não surpreendia positivamente, e eu concordo, acho que não precisava daquilo tudo para acabar daquela forma, não posso dar muitos detalhes se não vou entregar tudo, mas realmente me deixou chateada.

O autor escreve bem e isso não questiono, só não gosto mesmo das ferramentas que ele usa para causar o sentimento que a maioria das pessoas tem ao ler seus livros, mas isso é uma opinião particular, eu não gosto do gênero e do estilo, mas entendo que muita gente gosta e ele na minha opinião é um dos melhores no estilo.

Sei que essa resenha ficou péssima, mas assim como é difícil escrever sobre um livro que gostamos muito, é mais difícil ainda escrever sobre um que não nos causou nenhum sentimento, essa foi minha primeira resenha do ano e a primeira do desafio literário de 2015, decidi fazer em texto mesmo porque estou sem condições de gravar vídeos por esses dias, está tudo uma bagunça por aqui e eu quero melhorar algumas coisas, mas acredito que as próximas já serão em vídeos!

Não deixem de comentar! :D



12 Comentários

  1. Oi Andressa, eu já li Querido John, faz um tempo já, foi logo quando estava pegando gosto pela leitura. No entanto eu tive mas sorte que você com a leitura (rss) o livro super me prendeu e eu amei a história, o livro traz uma realidade muito forte sobre o amor, que é do tipo, você ama tanto alguém a ponto de deixa-lo ir, de querer apenas que ele seja feliz e por ai vai, (se eu falar mais vou terminar dando spoiler). Mas entendo seus posicionamentos, livros são assim mesmo né, tocam uns, outros não... e por ai vai!

    Bjs! Parabéns pela resenha!

    http://joandersonoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo seu ponto, até concordo com o fato do amor fazer isso com as pessoas, o que não gosto nesse tipo de livro, são as artimanhas usadas para causar comoção, tais como doenças e etc, o livro tem que ser bom por inteiro e não focar-se em um ponto estratégico!

      Excluir
  2. Oi Andy

    Pelo jeito eu fiz o oposto da maioria dos leitores, porque eu gostei bastante do livro, me emocionei horrores com a história do pai dele e também gostei do final, achei satisfatório.
    Não considero o melhor livro do Nicholas, mas está na frente de outros que foram muito mais elogiados, pelo menos para mim.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leitura é assim mesmo e ai que está a graça de tudo, as vezes vemos o livro de uma forma diferente da maioria, acho isso bem bacana!

      Excluir
  3. Já li Querido John e super super super recomendo principalmente para quem tem preconceito em relação a livros românticos. Eu ganhei ele de aniversário e, sinceramente, pensei que ele iria apodrecer na estante porque não sou fã desse tipo de livros e me surpreendi quando li.

    http://www.pampilho-ordinario.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não achei tão grande coisa, mas foi melhor do que pensei!

      Excluir
  4. Oi Andressa, tudo bem?
    Eu não sou uma fã do Nicholas não, mas sim, eu já li livros dele e minha impressão não foi das melhores.
    Tooodo mundo fala do "Querido John" mas creio que não tenho muita vontade de lê-lo pelo o que disse anteriormente, mas espero que a sua leitura seja ótima.

    Olha, meu blog mudou de vááárias coisas e eu estou muuito animada (eeeh) então da uma passadinha lá e me fala o que achou.
    Beeeeijos! <3

    http://www.folhasdeoutono.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, eu já tinha lido o livro quando fiz o post, era uma resenha! kkkkk
      Eu também não gostei muito!

      Excluir
  5. I've just found your blog and I think it's really inspiring, it will be an honor for me if you can visit mine too, and if you want to follow, it will be a pleasure to follow you back! :) <3

    Fashion gets Fierce.

    ResponderExcluir
  6. Amei a r esenha, adoro os livros do Nicholas, acho que ele escreve super bem e de uma forma que toca o coração do leitor.
    Parabéns pela resenha, você deixou transparecer toda a emoção que o livro te causou.

    http://www.detudopouco.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiee.
    Tenho muita vontade de ler este livro, mas ainda hoje não o tenho. Espero que eu resolva isso logo.
    Sua resenha está bem legal e é realmente complicado escrever uma resenha nas duas opções

    Beijos

    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha, e concordo que o pai do Jhon, ficou meio forçado na historia, eu particularmente não gostei, e sobre os romances do Nicholas, nunca consegui ler nenhum todo( só tentei ler O Melhor de Mim), mas acho q é a vida, vc pode se identificar com um autor e outros não :p

    ps: Adorei o blog :D


    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

E você o que achou?