Pesquisar este blog

No começo do ano eu publiquei aqui no blog um desafio pessoal que consistia na leitura de clássicos e best sellers, pelo fato de que eu sempre fugia de livros muito populares porque acabava sempre me decepcionando com a maioria, aquela história de criar expectativas pelo que os demais estavam falando e quando lia não era nada daquilo, no entanto eu decidi que tentaria mais uma vez e escolhi 3 livros para ler ainda nesse ano e como era de se imaginar eu enrolei, até que ontem eu decidi dar uma pausa na leitura que eu estava fazendo e ler “O menino do pijama listrado” já que era um livro pequeno, eu li ele todo durante a madruga e agora trago lhes a minha opinião.


Informações do livro:

Título: O menino do pijama listrado
Autor: John Boyn
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 192

Sinopse:

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os Judeus. Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. "O Menino do Pijama Listrado" é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.

Resenha:

O livro conta a história de Bruno, um garotinho alemão de apenas 9 anos filho de um comandante subordinado a HitlerSim o livro se passa nos anos 40 durante o Holocausto. O garoto vivia em uma bela casa de cinco andares em Berlim com a sua família e os empregados, mas um dia ao chegar da escola recebe a notícia que estão de mudança, o menino não vê com bons olhos mas não lhe é dada outra opção a não ser aceitar.

A família se muda para o campo de concentração de Haja Vista, onde tudo é diferente, onde ao invés de cinco andares a casa tem apenas 3 e os soldados vivem entrando e saindo da sua casa e os corrimãos não são tão bons de escorregar e não existem outras crianças para brincar a não ser aquelas estranhas de pijamas listrados que habitam o outro lado da cerca...

 As crianças que Bruno vê pela janela são meninos judeus prisioneiros, mas ele não sabe do que se trata porque nunca ninguém explica as coisas de fato a ele e o menino é mais inocente do que o normal para um garoto da idade dele.


"Ele mediu o garoto de cima a baixo, como se jamais tivesse visto uma criança antes e não soubesse ao certo o que fazer com uma: se devia comê-la, ignorá-la ou chutá-la escada abaixo."


O menino sonhava em ser explorador e decide sair pelas redondezas de sua casa e ver se descobre algo, é quando ele descobre Shmuel, um menino judeu que "mora" do outro lado da cerca, é ai que nasce uma pura amizade entre os dois meninos tão diferentes e tão iguais. A amizade de Bruno e Shmuel nunca foi afetada pelo preconceito, devido a inocência, inocência essa que trouxe grandes consequências.




"Bruno diminuiu o ritmo quando viu o ponto que virou uma mancha que virou um vulto que virou uma pessoa que virou um menino. Embora houvesse uma cerca separando-os, ele sabia que a precaução em relação aos desconhecidos nunca era demais e era melhor abordá-los com cuidado. Então ele continuou a andar, e logo estavam um de frente para o outro"
O livro foi escrito apenas em dois dias, mas acho que foram os dois dias mas bem proveitosos da vida de John Boyne, a história é de uma delicadeza tamanha, o autor soube falar de um tema tão pesado de forma simples e leve, mas meche com todas as emoções, é narrado com a visão da criança, uma visão inocente, e você tem que pegar "no ar" os acontecimentos ao redor, pois não são expostos de forma clara e sim da forma que Bruno as vê e isso é um ponto forte no livro, é o segundo livro nesse estilo que leio esse ano e confesso que estou amando esse tipo de narrativa.

Eu percebi que deveria ter lido antes, porque é sensacional, emociona e choca. O livro não se aprofunda tanto nos acontecimentos da época, pois como já dito é mostrada a visão do garoto, que era polpado pelos pais dos fatos, no entanto é possivel se ter uma ideia de como era horrível e absurdo tudo que acontecia.

E tem aquela máxima de que tudo que fazemos tem que ser muito bem pensado, porque as consequências podem ser desastrosas, as vezes as decisões de um membro da família podem atingir todos os demais e pior, de forma negativa.

Eu me arrependo tanto de ter lido em e-book, gosto de ter os livros que mais gosto ali na minha estante, para sempre que olhar para eles me lembrar da história, espero comprar um exemplar em breve.

Se você ainda não leu, não perca mais tempo, vale muito a pena!

9 Comentários

  1. Eu temo ler alguns Clássicos por suspeitar de que talvez sejam um pouco enfadonhos, mas a delicadeza desse livro me conquistou, pela sua resenha deu para perceber que é um daqueles livros que mexe com a gente... então com certeza darei uma chance para ele.
    Obrigada pela dica!

    Bjs
    Amanda Nery
    leituraentreamigas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz bem viu, ele não é nem um pouco enfadonho, é uma leitura bem rápida.

      Excluir
  2. seguindo adorei demais o blog,
    nunca tinha lido este livro agora vou ler,achei interessante
    beijos

    http://cheiademanias20.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, adorei o seu blog e gostaria de convidar vc a dar uma passadinha lá no meu blog.
    donskedar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Sou doida para ler, mas como vc fico com um pé atrás com livros muito bem falados por conta das nossas expectativas que podem ficar bem irracionais. AInda asssim minha curiosidade e vontade sempre vencem, rs

    E que bom que esse se provou, ao menos para você, digno do que falam ^^

    Té mais...
    http://bmelo42.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu quero ler esse livro. O assunto em si me chama muita atenção, embora eu esteja preferindo, no momento, temas mais leves.

    Beijos,
    http://fakereader.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi sua resenha foi plagiada aqui: http://www.meumundolite.blogspot.com.br/2013/07/resenha-o-menino-do-pijama-listrado.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por me avisar, parece que já tiraram do ar!

      Excluir
  7. Oii, parabéns pelo blog, é lindo.
    Este livro é muito lindo, é um dos meus top 10 e eu amei sua resenha, ela está perfeita <3
    Beijos, Pequena Estante

    ResponderExcluir

E você o que achou?